Transporte de fármacos para o cérebro de forma eficaz

Estudo publicado na revista “Nature Communications”

22 outubro 2019
  |  Partilhar:
Investigadores da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, descobriram uma forma de fazer os fármacos ultrapassarem a barreira sangue-cérebro e atingirem o seu objetivo.
 
Os vasos sanguíneos capilares do cérebro não são permeáveis para alguns fármacos. Alguns são mesmo excluídos pela barreira protetora do cérebro, a barreira sangue-cérebro. Contudo, alguns vírus encontram forma de ultrapassar esta barreira.
 
De forma a tratar alguns problemas neurológicos e doenças neurodegenerativas é necessário utilizar vírus modificados que levam os fármacos para além da barreira até à zona a tratar. 
 
Contudo, existe alguma dificuldade em preencher de forma segura os vírus com os fármacos e a sua administração é feita por via intravenosa no fluído cérebroespinal, o que acarreta alguns riscos.
 
Os investigadores deste estudo desenvolveram pequenas partículas do tamanho de vírus através de peptídeos retirados de um vírus que atinge o cérebro (o bacteriófago fd).
 
Foi observado que quando estas partículas eram injetadas em ratos, o sistema atingia o cérebro, ultrapassava a barreira sangue-cérebro e alcançava os neurónios e a microglia das células cerebrais.
 
Moein Moghimi, investigador que liderou o estudo, afirma que esta descoberta permitirá atingir mais facilmente doenças do sistema nervoso como o Parkinson e Alzheimer, assim como tumores cerebrais.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar