Hospital Garcia de Orta faz rastreios no bairro da Jamaica

Foram rastreados níveis de colesterol e tensão arterial

16 setembro 2019
  |  Partilhar:
O Hospital Garcia de Orta deu várias consultas e rastreios no Bairro da Jamaica, no Seixal, no distrito de Setúbal, uma iniciativa que pretende ajudar na prevenção de doenças e que foi bem recebida pelos moradores.
 
“A nossa perspetiva é aproximarmo-nos da comunidade para que consigamos diagnosticar mais cedo algumas doenças e para que possamos tratá-las em fases mais iniciais”, disse à Lusa o diretor clínico do Hospital Garcia de Orta, Nuno Marques.
 
A iniciativa chama-se “O hospital está no bairro” e forneceu consultas de hipertensão e diabetes, saúde da mulher, materno-infantil, higiene oral ou de doenças infecciosas.
 
Segundo o responsável, este bairro foi o escolhido porque o hospital tem verificado que existe “algum atraso de diagnóstico de doenças crónicas” neste tipo de comunidades com carências e com elevado número de imigrantes, o que faz com que, por vezes, os médicos tenham “dificuldade em dar alta aos utentes porque não estão totalmente legalizados”.
 
“Eu acho bem, é uma boa iniciativa e podemos ver se temos algum problema de saúde com os rastreios que estão aqui a fazer aos problemas no coração, colesterol ou doenças infecciosas”, referiu Lopes Tavares, morador, de 59 anos.
 
O presidente da Câmara do Seixal, Joaquim Santos, aproveitou a visita da ministra da Saúde, Marta Temido, para relembrar a importância da construção de um hospital neste concelho.
 
Segundo o presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, “O hospital está no bairro” repete-se em Vale de Chícharos e, daqui a dois meses, no bairro do Pica-pau Amarelo, em Almada.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar