Fármaco reduz risco de insuficiência renal em pacientes diabéticos

Estudo publicado na revista “New England Journal of Medicine”

18 abril 2019
  |  Partilhar:
Um ensaio clínico demonstrou que um fármaco reduz o risco de insuficiência renal em pessoas com diabetes de tipo 2 e doença renal.
 
O ensaio que envolveu 4.401 pacientes de 34 países, evidenciou que o fármaco canagliflozina promoveu uma redução de 34% no risco de insuficiência renal.
 
Os pacientes que participaram no ensaio receberam o melhor tratamento para a doença renal atualmente recomendado, conhecido como bloqueio do sistema renina angiotensina-aldosterona (SRAA). Adicionalmente, os investigadores deram, de forma aleatória, canagliflozina a metade dos participantes. A outra metade recebeu um placebo.
 
Os resultados revelaram que os pacientes que tinham tomado canagliflozina apresentavam uma tendência 30% menor de desenvolverem insuficiência renal ou de morrerem devido a insuficiência renal ou doença cardiovascular.
 
O risco de insuficiência renal ou morte devido à doença foi 34% menor e o de hospitalização devido a insuficiência cardíaca ou de morte devido a causas cardíacas diminuiu em 31%. 
 
“Pela primeira vez em 18 anos temos uma terapia para pacientes com diabetes de tipo 2 e doença renal crónica que diminui a insuficiência renal”, confirmou Kenneth Mahaffey, da Faculdade de medicina da Universidade de Stanford e um dos investigadores principais do estudo.
 
Os pacientes com diabetes podem desenvolver doença renal pois os índices prolongados de glicose alta danificam os vasos sanguíneos nos rins. A diabetes causa ainda hipertensão que pode dilatar os vasos sanguíneos fragilizados. 
 
A canagliflozina aumenta a excreção da glicose através dos rins. O fármaco foi já aprovado pela organização norte-americana Food and Drug Administration para o tratamento da glicose elevada e redução de eventos cardiovasculares em pacientes com diabetes de tipo 2.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar