Diabetes aumenta o risco de cancro, primcipalmente em mulheres

Estudo publicado na revista “Diabetologia”

24 julho 2018
  |  Partilhar:
A diabetes é definitivamente um fator de risco para o desenvolvimento de vários tipos de cancro, tanto em homens como mulheres, mas nas mulheres o risco é mais elevado, indicou um novo estudo.
 
O estudo conduzido por Toshiaki Ohkuma, Sanne Peters e Mark Woodward, do Instituto George para a Saúde Global, na Universidade de Nova Gales do Sul, Austrália, confirmou aquele facto. Não deixando margem para dúvidas.
 
A conclusão foi retirada após uma análise de dados recolhidos de 47 estudos efetuados por todo o mundo, com 121 coortes e um total de 19.239.302 participantes da Austrália, Japão, Reino Unido, EUA, China, e outros países. 
 
A análise dos investigadores pretendia avaliar as diferenças de género em relação à associação entre a diabetes e o cancro.
 
Efetivamente, foi apurado que as mulheres com diabetes apresentavam um risco de todos os cancros 27% mais elevado do que as mulheres sem diabetes. Nos homens com diabetes, foi observado que o risco de cancro era superior em 19% em comparação com os homens sem diabetes.
 
O cálculo do rácio de mulheres para homens revelou que as mulheres com diabetes tinham um risco 6% maior de todos os tipos de cancro do que os homens com diabetes.
 
Relativamente a cancros específicos, os rácios de mulheres para homens revelaram diferenças estatisticamente significativas para as mulheres com diabetes. Destacaram-se o cancro dos rins (risco 11% mais elevado), o do estômago (14% mais elevado) e a leucemia (15% mais elevado), em relação aos homens com diabetes.
 
Para o cancro do fígado, no entanto, o risco nas mulheres com diabetes foi 12% menor do que nos homens com a doença. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar