Alzheimer: pacientes classificados segundo seis subgrupos

Estudo publicado na revista “Molecular Psychiatry”

07 dezembro 2018
  |  Partilhar:
Uma equipa de investigadores desenvolveu uma abordagem que classifica os doentes com Alzheimer segundo subtipos da doença, o que poderá conduzir futuramente a tratamentos personalizados.
 
“A Alzheimer, à semelhança do cancro da mama, não é uma única doença”, avançou Shubhabrata Mukherjee, investigador que liderou a equipa, da Faculdade de Medicina da Universidade de Washington. O autor acrescenta que a razão pela qual alguns fármacos têm falhado em ensaios poderá ser devido ao facto de os participantes não terem todos o mesmo tipo de Alzheimer.
 
Para o estudo, os investigadores dividiram 4.050 doentes com Alzheimer de início tardio, com uma média de idades de 80 anos, em seis grupos diferentes, consoante a sua função cognitiva na altura do diagnóstico. Seguidamente, identificaram as diferenças biológicas entre os grupos através de dados genéticos.
 
Os participantes foram classificados em termos cognitivos, segundo quatro domínios: memória, função executiva, linguagem e função visuoespacial. 
 
Como resultado, o grupo maior (39% dos participantes) apresentava pontuações semelhantes nos quatro domínios; o grupo seguinte (27%) apresentava pontuações na memória muito inferiores às dos outros domínios.
 
Os grupos mais pequenos apresentavam pontuações substancialmente inferiores na linguagem às dos outros domínios (13%), na função visuoespacial às dos outros domínios (12%) e na função executiva às dos outros domínios (3%). Um outro grupo com 6% dos participantes apresentava dois domínios com pontuações muito inferiores às dos outros domínios.
 
Paul Crane, autor correspondente do estudo, manifestou-se satisfeito com os resultados: “encontrámos diferenças biológica substanciais nos subgrupos de pacientes com Alzheimer definidos cognitivamente”.
 
A identificação de subgrupos cognitivos consoantes diferenças genéticas constitui uma etapa importante para o desenvolvimento de uma abordagem de medicina de precisão para a doença de Alzheimer. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar