Número recorde no IPO-Porto de participações em ensaios clínicos

Mais de 400 pessoas participaram em 2018

20 março 2019
  |  Partilhar:
O Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto anunciou que, em 2018, mais de 400 pessoas participaram em ensaios clínicos nesta instituição, o que representa “um número recorde nos últimos cinco anos”.
 
O presidente do conselho de administração do IPO-Porto, Laranja Pontes, disse à Lusa que este número “espelha uma grande maturidade dos doentes e um grande compromisso de todos os profissionais de saúde, no sentido de assegurar o acesso e o desenvolvimento de novas terapêuticas no tratamento oncológico”.
 
Sublinhou que “este resultado é ainda mais significativo” já que se enquadra no âmbito da iniciativa “Dia da Esperança” que o IPO-Porto celebrou na quarta-feira e que pretende divulgar a importância dos ensaios clínicos.
 
O IPO explica que “a flor, que nasce na primavera, simboliza a esperança dos doentes oncológicos, de todos os que participam em ensaios clínicos, sendo ao mesmo tempo um agradecimento a todos os profissionais de saúde, familiares, amigos e cuidadores”.
 
“Queremos tornar este ‘Dia da Esperança’ num dia nacional porque sentimos que é muito importante homenagear todos os que participaram em ensaios clínicos e, mais que isso, aumentar o conhecimento e a consciência nacional da investigação clínica, tal como motivar as pessoas a serem participantes ativos no desenvolvimento da ciência médica,” afirmou Laranja Pontes.
 
Segundo José Dinis, coordenador da Unidade de Investigação Clínica do IPO-Porto, “há cinco anos o número de participantes em ensaios clínicos era menos de metade, o que significa que se está a fazer o caminho certo neste campo”.
 
O “Dia da Esperança” é celebrado no IPO-Porto desde 2015 e, pela importância do tema, no ano passado foi entregue uma petição na Assembleia da República com cerca de sete mil assinaturas para implementação do Dia Nacional da Esperança.
 
Esta petição obteve parecer positivo, por unanimidade, na sessão plenária de 31 de janeiro deste ano.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário