Idosos: aprendizagem múltipla simultânea aumenta capacidade cognitiva

Estudo publicado na “The Journals of Gerontology: Series B”

19 julho 2019
  |  Partilhar:
Um estudo recente demonstrou que os adultos mais velhos que aprendem múltiplas competências ao mesmo tempo poderão aumentar as suas capacidades cognitivas.
 
Segundo os investigadores do estudo, da Universidade da Califórnia em Riverside, EUA, uma forma importante de lutar contra o declínio cognitivo é através da aprendizagem de novas competências, mantendo a motivação, contando com mentores encorajadores e convivendo num ambiente com padrões elevados.
 
“A experiência natural de aprendizagem desde a primeira infância até ao início da idade adulta exige que se aprenda muitas competências do mundo real simultaneamente”, indicou Rachel Wu, investigadora neste estudo. 
 
Rachel Wu e equipa de investigadores puseram então como hipótese que a aprendizagem múltipla de novas competências, por adultos mais velhos, num ambiente encorajador, poderia fomentar o desenvolvimento cognitivo dos mesmos e, naturalmente, permitir prolongar a independência.
 
Foram conduzidos dois estudos para os quais foram recrutados 15 e 27 adultos com 58 a 86 anos de idade. A equipa pediu aos participantes que frequentassem entre três a cinco cursos diferentes durante três meses, com uma carga horária de cerca de 15 horas semanais. Os cursos incluíam aprender espanhol, usar um iPad, fotografia, pintura e desenho e composição musical. 
 
Antes de ingressarem nos cursos, os participantes foram avaliados em termos cognitivos, assim como durante e após terminarem os estudos. 
 
Foi observado que após apenas um mês e meio de começarem os cursos, os participantes tinham aumentado as suas capacidades cognitivas para níveis semelhantes aos de adultos de meia-idade, que eram 30 anos mais jovens. 
 
Os participantes que serviram como controlos não frequentaram os cursos e não demonstraram alterações no seu desempenho cognitivo.
 
“A mensagem aqui é que os adultos mais velhos podem aprender múltiplas competências novas ao mesmo tempo e ao fazê-lo poderão melhorar o seu funcionamento cognitivo”, concluiu Rachel Wu.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário