Diabéticos correm maior risco de terem cancro com metástases

Estudo publicado na revista “Integrative Biology”

06 maio 2019
  |  Partilhar:
Um novo estudo apurou que as pessoas com diabetes correm um risco mais elevado de terem cancro metastizado. 
 
Conduzido por uma equipa de investigadores da Universidade Cornell, EUA, o estudo apresentou uma possível explicação para aquele facto.
 
Segundo Mingming Wu, investigadora do estudo, existe uma ligação entre o cancro e a diabetes. “Para o cancro, metade da história continua a residir na genética. Foi só recentemente que nos apercebemos que faltava outra metade, que é o microambiente”, explicou ainda.
 
Para formar metástases cancerígenas, as células precisam de se deslocar através de um conjunto de minerais, hidratos de carbono, água e tecido conetivo para chegar à corrente sanguínea e, daí, para partes diferentes do organismo.
 
Aquele conjunto, que é conhecido como matriz extracelular, apresenta um ambiente complexo e dinâmico. Um dos seus principais componentes é o colagénio, uma proteína que suporta a integridade estrutural das células.
 
As fibras de colagénio são compostas por filamentos minúsculos conhecidos como por fibrilas. Estas fibrilas combinam-se e formam fibras de comprimento e espessura variáveis. 
 
Segundo os investigadores, nos pacientes diabéticos os níveis de açúcar mais elevados influenciam a arquitetura das fibras de colagénio, de forma a promoverem a movimentação das células cancerígenas pelo organismo.
 
Mingming Wu comparou a estrutura a uma corda de trepar de um parque infantil: a movimentação é difícil se a corda estiver lassa; mas, se estiver esticada, é muito mais fácil. Algo semelhante sucede com as células cancerígenas.
 
“Os diabéticos possuem níveis de açúcar no sangue mais elevados que conduzem à glicação e alteram a estrutura do colagénio no seu tecido”, disse Young Joon Suh, investigador que liderou o estudo. “Se tiverem cancro, achamos que este processo de glicação promove o índice de metastização”, explicou. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentário